Frete Grátis a partir de R$ 200,00

Poética e filosofia da paisagem

Poética e filosofia da paisagem

R$70,00

Categorias:

Autor: Michel COLLOT

Número de páginas: 204

ISBN: 9788565505376

GTIN: 9788565505376

Consulte o frete e o prazo de entrega:

Sinopse

“Poética e filosofia da paisagem”, o primeiro livro do autor publicado no Brasil, é uma reunião de textos fundamentais de Michel Collot sobre poética e filosofia da paisagem, organizados de forma a dar uma ideia de conjunto de todo o seu trabalho em torno da palavra poética e sua relação com a paisagem. É uma primeira recolha brasileira que o leitor interessado bem saberá avaliar em termos de contribuição ao pensamento sobre poesia e sua relação com o mundo, a partir da ideia de que, em nossa contemporaneidade tão complexa, a paisagem pode provocar outra forma de viver e de pensar essa relação, daí a constituição de um “pensamento-paisagem”.

Sobre autoria

Professor emérito de Literatura da Universidade Paris 3, fundador e diretor da associação Horizon Paysage, poeta, Michel Collot tem sido, nos últimos vinte anos, um dos protagonistas do debate em torno da poesia francesa moderna e contemporânea. É autor de vários estudos críticos sobre escritores que marcaram o século XX, como Pierre Reverdy, Henri Michaux e Francis Ponge – sobre este, publicou, em 1991, o livro Francis Ponge entre mots et choses (Champ Vallon), que permanece até hoje uma leitura de referência. Enquanto teórico, Collot aponta para uma nova abordagem ao situar a obra em seu “horizonte”; a partir da fenomenologia, o escritor elabora uma alternativa teórica para contornar os chamados “textualismo” [textualisme] e “fechamento do texto” [clôture du texte], modelos recorrentes no cenário poético da França dos anos 1960. Dentre as obras que trilham esse caminho, vale destacar L’Horizon fabuleux (Corti, 1988), La poésie moderne et la structure d’horizon (PUF, 1989), La Matière-émotion (PUF, 1997) e Paysage et poésie (Corti, 2005). Neste, bem como em outros textos e ensaios, o estudo da paisagem surge como uma possibilidade de se pensar o eu-lírico a partir de uma lógica contemporânea da subjetividade. Alguns dos textos que tratam dessa temática foram recentemente reunidos para uma edição brasileira sob o título de Poética e filosofia da paisagem (Oficina Raquel, 2013) e trazem relevantes considerações sobre a relação entre a poesia, o espaço e a alteridade.

Cadastre-se em nossa Newsletter